Goiabada com queijo: oportunidades de vendas

As boas coisas da vida costumam vir em duplas. O que seria da faca sem o queijo para cortar? Não  é à toa que Romeu e Julieta batizaram a famosa combinação que usamos como título. Um é  pouco. Dois é bom.

Para ser bom, ou até  melhor, os dois precisam ser diferentes. A goiabada é doce, o queijo é salgado. Poucas coisas podem ser tão diferentes entre si quanto homens e mulheres. Mas juntas, estas coisas são mais do que a simples soma de suas partes. O sal torna o doce mais interessante. Homens e mulheres formam famílias.

Outra observação interessante: além de diferentes, as duplas de coisas realmente boas costumam ser complementares. Uma não faz o que a outra faz, uma completa a outra. Elas não concorrem, trabalham em time. O metal e a madeira, separados, são muito bons. Com o primeiro, fazemos pregos e arame, por exemplo. Com a madeira, fazemos estacas e tábuas. Junte-se os dois e temos algo bem diferente: de martelos a espadas. Deixaram de ser componentes e passaram a ser instrumentos, as boas características de cada um tornando o outro mais efetivo.

E na área de vendas? Conhecem alguma dupla vencedora, alguma simbiose perfeita? Alguém se lembra de algum time de alta performance, com um gestor de vendas metódico e um vendedor ativo e agressivo? Os dois separados são bons, cada um na sua área. Os dois trabalhando em conjunto são verdadeiramente impressionantes. Acertam sempre o alvo.

A verdade é que não podemos criar simplesmente em nossas organizações estes pares de vencedores, da mesma forma que não podemos escolher as namoradas de nossos filhos (minha mulher insiste em tentar, mesmo com poucos resultados). Até porque não resolve muito ter uma coisa sem a outra, ou seja, o que adianta ter as oportunidades para trabalhar sem um um bom gerenciamento de vendas? O inverso também é verdade.

Entretanto, enquanto líderes, podemas fazer algo realmente eficaz:

  • selecionar fornecedores que nos tragam a competência e a sinergia que precisamos, que consigam acertar os seus alvos com precisão e agilidade.

O mercado já  conhece e utiliza consultorias de gestão do processo de vendas. São particularmente eficientes para o gestor aprimorar os processos e dar consistência para os resultados de vendas. Já são comuns também os serviços de geração de demanda, ou geração de leads, que aumentam o pipeline do time de vendas e são, quase literalmente, o que alimenta nossos vendedores. Na gestão do processo, há muito para as empresas ganharem em maturidade e processo de vendas. Em geração de leads, uma consultoria especializada é capaz de encontrar aqueles clientes que você estáprocurando e não sabe quem são, por um custo muito menor do que tentar fazer sozinho.

Agora, já  pensou nestes dois serviços atuando em conjunto, contratados simultaneamente?

Uma equipe de vendas bem servida de uma lista de potenciais negócios e, ao mesmo tempo, de uma metodologia de gestão do processo de vendas apoiando-a na concretização do maior número desses negócios e com os melhores resultados.

Pense nisso, e acerte no alvo . Ainda dá tempo!

 

call_to_action


Envie este artigo por e-mail.

Voltar para a home

Posts Relacionados







2 respostas para “Goiabada com queijo: oportunidades de vendas”

  1. Jose Eduardo Gonçalves disse:

    Danilo,

    Gostei da sua matéria. Parabéns.

    Eduardo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *